Mais ônibus nas linhas Icoaraci x São Brás e Sideral x Pres. Vargas.

A empresa de Transportes Belém Rio, seguindo as novas definições da Superintendência de Mobilidade Urbana de Belém, Semob, promoveu o acréscimo de 5 ônibus na linha 875- Icoaraci x São Brás, que é atualmente dividida em dois itinerários para melhor atender os bairros Paracuri I e II, no distrito de Icoaraci. Sendo assim, a linha passa a contar com 12 veículos, onde anteriormente haviam 7.

Os prefixos desse acréscimo são: BD-87508, BD-87509, BD-87510, BD-87511 e BD-87512.

DSC09186 (1)

BD – 87509

DSC09198 (1)

BD – 87510

f622e1e089440ef8fc11a1f28e657a75

BD – 87512

Novidades também para a linha 767 – Sideral x Presidente Vargas, atendendo a demanda dos moradores do bairro, pois o trajeto desta linha está sendo mais atrativo por ser via Centenário. Foram adicionados 2 ônibus, onde anteriormente a linha contava com 8.

Os novos prefixos são: BD-76709 e BD-76710

IMG_20170407_114905277

BD – 76710

 

IMG_20170407_114908520_1

BD – 76710

 

Texto: Carlos Farias

Fotos: Bruno Barros e Lucas Jacó.

Identificando os ônibus de Belém

Os sistemas de transportes das capitais brasileiras na atualidade, são, em sua maioria, organizados pelas secretarias de ordenamento de trânsito e transporte em cores e numerações para cada região da cidade.

Quer saber como identificar os prefixos dos ônibus de Belém? O OCB ensina!

Belém também segue o mesmo modelo de organização, em cores e numerações dentro de cada área da RMB. Podemos então perceber que a área central recebe a cor vinho, a área de transição com a cor verde, e os eixos de expansão como rodovia Arthur Bernardes, avenida Augusto Montenegro e rodovia BR-316 recebem as cores alaranjado, amarelo e azul respectivamente.

af-54816-torino-of-1721

Os prefixos de identificação dos coletivos estão posicionados nas laterais acima das rodas dianteiras e na traseira dos veículos, como é definido no layout padrão atual da cidade. Os prefixos têm como finalidade de definir a empresa responsável pelo veículo, linha na qual o veículo atua e a sua ordem na mesma. Já o nome na lateral é referente ao bairro de origem do veículo.

foto-001

Compreende os bairros da Batista Campos, Canudos, Cidade Velha, Condor, Cremação, Jurunas, Pedreira, Sacramenta, São Brás, Terra Firme e Umarizal

foto-002

Compreende aos bairros do Barreiro, Marambaia, Marco e Val-de-Cans

foto-003

Compreende à linhas que tem a Rodovia Arthur Bernardes como ponto de origem

foto-004

Compreende à linhas que tem a Avenida Augusto Montenegro como ponto de origem

foto-005

Compreende às linhas que tem a Rodovia BR-316 como ponto de origem e também às linhas metropolitanas

É importante também destacar que os veículos reservas tem um prefixo diferenciado que não segue um determinado padrão como nos veículos fixos das linhas. Cada empresa também tem sua maneira de disponibilizar o número do controle interno de frota. Veja abaixo.

foto-006

Padrão de prefixo e controle de frota da empresa Nova Marambaia

foto-007

Padrão de prefixo e controle de frota da empresa Belém Rio

foto-008

Padrão de prefixo e controle de frota da empresa Vialoc

Ao identificar situação de risco, condução perigosa e demais irregularidades, é imprescindível que anote o prefixo do veículo e o horário da ocorrência, para que a empresa responsável ou a SeMOB possam tomar as medidas cabíveis.

Texto: Carlos Farias
Imagens: Eduardo Pires, Erick Miranda, Lucas Jacó e Wagno Silva

Altair protocola projeto “botão do pânico”

img_0797

Na sessão ordinária realizada na manhã do dia 07/02/17, na Câmara Municipal de Belém, o vereador Altair Brandão, líder do PCdoB na Câmara, protocolou o projeto tão aguardado do “botão do pânico”, mecanismo acionado dentro do ônibus que avisa quando o coletivo está sendo alvo de assaltantes.

No texto do projeto, o vereador pede que as empresas de ônibus sejam obrigadas a instalar em todos os ônibus do transporte público que circulam na capital paraense, um sistema de segurança equipado com câmeras de vídeo, dispositivo de localização global por satélite (GPS) e o botão do pânico.

Ainda de acordo com o projeto apresentado por Altair Brandão, as imagens capturadas em caso de delito, devem ser direcionadas para uma central de monitoramento, a qual deve ter conexão direta com a Polícia Militar, SeMob, Bombeiros e empresas de ônibus, de forma que, constatado perigo iminente, assaltos, incêndios ou acidentes de trânsito, imediatamente os órgãos responsáveis sejam acionados.

al-63513-apache-vip-iii-b270f

Importância do Projeto – Os números de assaltos a ônibus são crescentes na capital paraense. Só no ano de 2016, dos meses de maio a dezembro, foram computados 1,2 mil assaltos a coletivos. E em 2017, já foram registrados 90, só no mês de janeiro, de acordo com dados divulgados pelo Sindicato de Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Pará (STTREPA). 

“Ao longo do ano de 2016,várias reuniões foram realizadas entre rodoviários, empresários e órgãos da segurança pública do estado e do município para tentar diminuir as estatísticas. Várias conversas, mas efetivamente nada foi feito. O botão do pânico está em pauta, mas sempre recebemos negativas dos empresários, por isso elaborei esse projeto e espero que tenha apoio dos demais vereadores da nossa cidade para aprová-lo”, explica Altair Brandão.  

Fonte: http://www.altairbrandao.com/2017/02/altair-protocola-projeto-botao-do.html

Nova Marambaia testa o chassi OF-1721L

A empresa Nova Marambaia está com um ônibus em fase de testes. Ele é um Marcopolo Torino, da geração de 2007, encarroçado no chassi Mercedes-Benz OF-1721L.

Tanto o modelo de carroceria quanto o de chassi já são grandes conhecidos da empresa. Até o momento a empresa conta com 73 unidades do OF-1721 em sua frota. A diferença é que esse veículo possui suspensão a ar.

16118722_1719634745013640_1478913588_n Continuar lendo

Boa Esperança recebe seus primeiros DDs

A Boa Esperança, maior empresa intermunicipal e interestadual do estado do Pará, recebeu seus primeiros ônibus de dois andares.

Conhecidos popularmente como DDs, que traduzindo, a sigla significa Double Decker, o Paradiso 1800DD é o modelo de ônibus mais alto da Marcopolo.

boa-esperanca-6645c

Até o momento são quatro unidades, todos encarroçados em chassis Scania K440, com motores que seguem a norma Euro 5. Continuar lendo

Prefeitura de Ananindeua aprova nova tarifa para ônibus internos

Os ônibus e micro-ônibus que compõem o transporte interno de Ananindeua passam a ter nova tarifa, que está valendo desde o dia 19/01/2017. As linhas internas que circulam no Município passam a adotar a tarifa de R$ 2,80 (Dois Reais e Oitenta Centavos), diferente dos coletivos que circulam na área metropolitana entre os Municípios de Belém e Ananindeua em R$ 3,10 (Três Reais e Dez Centavos).

09e927bdf6a517fe67550b48435e7fb4

Volare WL da linha Águas Lindas x Castanheira

Foto: Bruno Barros / Texto: Eduardo Pires

Rodoviários da Vialoc voltam às atividades

Voltaram a circular na tarde deste sábado (21) as linhas de ônibus operadas pela Vialoc, paralisadas pelos trabalhadores rodoviários desde a madrugada da sexta-feira (20). Os carros de todas as linhas da empresa ficaram nas garagens por mais de 24 horas e 854 trabalhadores cruzaram os braços.

Durante a reunião com os empresários, realizada neste sábado, algumas promessas foram feitas e algumas das irregularidades deverão ser corrigidas, entre elas, a adequação dos salários de acordo com o acordo coletivo de trabalho, pagamento do 31º dia do mês, construção de sala de repouso em dois finais de linha da empresa, fornecimento de EPIS (equipamentos de proteção individual) aos trabalhadores que não possuíam e a garantia do não desconto do dia parado.

As discussões foram acompanhadas por toda a diretoria do Sindicato dos Rodoviários do Pará e pelo Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Ananindeua e Marituba.

Fonte: Sindicato dos Rodoviários do Pará / Imagem: Eduardo Pires

bj-92005-torino-f-230-2

Marcopolo Torino Scania F230 da linha 920 – Curuçambá x Ver-o-Peso